top of page
Search

Outras formas de nomear o Glutamato nos produtos alimentícios

Algumas pessoas terão mais sensibilidade e não terão boa tolerância ao Glutamato.

O Glutamato é um aminoácido tipicamente encontrado em alimentos com maior proteína, e um dos neurotransmissores mais abundantes do cérebro. Está presente em pequenas quantidades, e é o principal neurotransmissor excitatório: ele estimula os neurônios do cérebro a transmitir as mensagens químico-elétricas. Esta conexão nos ajuda a conversar, pensar, aprender, processar informações e prestar atenção.

O problema é que muito glutamato nos faz mal, e muito pouco também: sem ele não seríamos capazes de lembrar muito bem das coisas, de aprender, reter informações aprendidas e teríamos dificuldade em prestar atenção às informações.


Muito glutamato pode levar à excitotoxicidade, o que pode danificar os neurônios, porque ele age como um estimulante. Uma grande quantidade de glutamato pode levar a uma hiperatividade dos neurônios, causando a sua morte. Muitas doenças estão ligadas a elevados níveis de glutamato como Esclerose Múltipla, Fibromialgia, Alzheimer, Parkinson, PANDAS, Síndrome da Fadiga Crônica, Síndrome da Fadiga Adrenal, transtornos de ansiedade, transtorno bipolar, TOC e outras doenças.


Existem duas formas de glutamato

As duas formas de glutamatos são: ligadas e livres.

A forma ligada do glutamato é a encontrada em fontes de proteína, e é normalmente digerido e absorvido lentamente. Raramente há sensibilidade ao glutamato nesta forma.

A forma livre é completamente diferente - porque nesta forma os glutamato não estão ligados a outros aminoácidos e são absorvidos pelo nosso corpo muito mais rapidamente. Essa rápida taxa de absorção leva a picos nos níveis de glutamato no sangue.


Algumas fontes naturais de alimentos contêm glutamato livre, mas a fonte mais comum e mais consumida pelas pessoas hoje em dia está em alimentos processados e embalados, alimentos prontos, fast food e outros tipos de alimentos industrializados. O glutamato na forma de glutamato monossódico (MSG) é usado como conservante e intensificador de sabor nesses produtos e está presente em preparados para sopa, batatas fritas, alguns tipos de comida asiática, salgadinhos, bebidas prontas e mais.


Alguns sintomas de intolerância ao glutamato

Como mencionei acima, algumas pessoas serão mais sensíveis ao glutamato. Pode não acontecer com você, mas se você tem algum diagnóstico de doenças autoimunes, vale a pena se observar - e ver se existe algum sintoma. Se houver, você não precisa cortar os alimentos da sua rotina imediatamente, mas se puder evitar os produtos industrializados e focar em comida de verdade, ou seja, frutas, legumes e verduras, proteína e gordura de boa qualidade, já estará ajudando o seu corpo.


Veja os sintomas mais comuns:

  • Náuseas

  • Dor de cabeça

  • Suor

  • Dor no peito

  • Fraqueza

  • Rubor facial

  • Batimento cardíaco acelerado

  • Dormência, formigamento ou queimação em algumas áreas do corpo

  • Aperto no rosto

  • Irritabilidade

  • Ansiedade


Alguns alimentos mais comuns com maior teor de Glutamato

  • Pepino e picles

  • Endivia

  • Cogumelos

  • Cebola

  • Pimentas

  • Chucrute

  • Rabanete

  • Algas Nori

  • Espinafre

  • Tomate

  • Molho de tomate

  • Abobrinha

  • Bacon

  • Nuggets de frango

  • Molhos prontos e preparo para molhos

  • Carnes marinadas

  • Caldo de carne, frango

  • Gelatina

  • Caldo de ossos

  • Polenta

  • Farinha de milho, Fubá

  • Amido de milho

  • Arroz branco

  • Conservantes, preservantes e aditivos em alimentos (veja lista completa abaixo)

  • Comida fermentada em geral

  • Molho shoyu de soja

  • Vinagre

  • Vinho

  • Queijos

  • Suco de frutas embalados

  • Xarope de milho/glucose

  • Xarope de arroz

  • Temperos: a maioria dos temperos terá maior concentração de glutamato

  • Uva passa

  • Frutas cítricas como laranja, limão, lima


Outras formas como o Glutamato Monossódico (MSG) é adicionado a alimentos industrializados e processados

Se a embalagem do produto citar em algum lugar 'nenhum MSG adicionado', então é muito provável que existirá o MSG em outra forma.

Veja se o rótulo dos ingredientes incluir qualquer um dos seguintes compostos, certamente terá sido adicionado MSG em uma forma ou outra: veja a lista abaixo.



Importante:

  • É crucial a ajuda de um profissional se você desconfia que tenha algum dos sintomas citados acima, ou condições de saúde que te deixem mais vulnerável à ação destas substâncias.

  • Trabalhar a saúde digestiva, bem como a saúde no geral, especialmente a sulfatarão (que é um processo metabólico que ajuda o corpo a fazer a detoxificação do excesso de glutamato) é fundamental.

  • Podem existir razões genéticas além das razões bioquímicas individuais.

  • Ter uma rotina alimentar saudável e adequada para as suas necessidades é fundamental para sua boa saúde e para que você possa consumir e tolerar um pouco de cada alimento, pois precisamos nutrir o nosso corpo!


Se você tiver um comentário ou ficou com alguma dúvida, entre em contato comigo!



Recent Posts

See All

Microbioma Intestinal e Doenças Autoimunes

A nossa saúde intestinal dita a nossa saúde do nosso corpo como um todo e da nossa mente - e tudo começa lá: no nosso trato digestivo. O trato digestivo vai desde a boca até o ânus, e o "intestino" en

Café da manhã: a refeição mais importante!

Muita gente pula da cama, não come nada de manhã ou só toma um café e começa o seu dia assim. Tomar um café preto logo de manhã, puro ou batido com colágeno ou leite vegetal é uma prática adotada por

Comments


Commenting has been turned off.
bottom of page